quinta-feira, 15 de março de 2012

expiação



título original. ATONEMENT

realização. joe wright.
argumento.
christopher hampton.
protagonistas. keira knightley. james mcavoy. saoirse ronan.
género.
drama.
duração. 123 min
ano.
2007
sinopse. robbie está apaixonado por cecilia e é correspondido, bastando uma faísca para a relação se tornar mais forte. quando isso acontece, briony, que tem um fraquinho por robbie e ciúmes da irmã, acusa-o de um crime que ele não cometeu. [imdb-do-filme]


avaliação [ muito bom ]


crítica. expiação / atonement é hipnoticamente belo, com um argumento baseado no romance de ian mcewan. da mesma equipa técnica (realizador incluído) de orgulho e preconceito, transporta-nos ao longo de 2 horas de pura magia.

a história é poderosa e explora as várias facetas (as positivas e as mais negras) do ser humano, com a acção passada nos anos 30 e 40.
a belíssima história de amor entre cecilia e robbie serve de âncora a momentos dramáticos de grande intensidade e visualmente muito ricos; a primeira meia hora do filme é sublime. é impossível ficar indiferente à beleza da cenografia e dos actores.


um belo "trapinho", ícone de um filme poderoso

todo o filme é cativante, raro, de uma beleza poética subtil e cenas assombrosas. é incrível o mal que a imaginação fértil de uma adolescente ressentida pode causar, ainda que inconscientemente. as acções têm as naturais consequências...

expiação / atonement retrata temas fortes de uma forma fabulosa. os protagonistas (knightley, mcavoy e garai) são excelentes e os actores secundários bem escolhidos (destaque para o novo sherlock da televisão, benedict cumberbatch, num papel menos escrupuloso do que o de mister holmes) mas a espantosa keira knightley destaca-se; todas as cenas em que aparece são memoráveis, como a do mergulho na fonte e a da fatídica noite social; o vestido esmeralda tornou-se icónico.

se ainda não viram o filme, procurem-no e vejam. eu adorei.


»»»

. i wouldn't necessarily believe everything briony tells you. she's rather fanciful .

»»»


6 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Engolindo o meu orgulho de macho, confesso que chorei neste filme. A história é poderosa, e o final sublime. Beijoca.

Barroca disse...

macho que é macho é sensível e humano. grande filme, rafeiro, daqueles que dá gosto comentar com amigos. beijinho.

Rafeiro Perfumado disse...

Sou um rafeiro que anda por aqui a dizer mal de tudo e de todos, achas que quero deixar transparecer uma faceta humana e sensível? Isto fica entre nós, ouviste?!?

Barroca disse...

Sir, yes, SIR! ;)

VdeAlmeida disse...

Não vi ainda. Tambem gosto da Keira, além de ser muito bonita é uma bela actriz. Só é pena a rapariga estar cada vez mais magra. Às vezes até me faz aflição

Barroca disse...

assim que puderes, vê; é um belíssimo filme.

a keira knightley tem crescido como actriz, e vai muito bem em filmes de época (e não tão bem nos blockbusters), mas sim é um pauzito, apesar de muito bonita. há gostos para tudo. ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...