quinta-feira, 26 de abril de 2012

tese


título original. TESIS

realização. alejandro amenábar.
argumento. alejandro amenábar. mateo gil.
protagonistas. ana torrent. fele martinez. eduardo noriega.
género. thriller.
duração. 125 min
ano.
1996
sinopse. angela está a elaborar uma tese sobre a violência audiovisual. pede então ao seu orientador imagens que ilustrem o tema; quando o professor morre depois de ver um filme snuff, angela sente que a sua vida corre perigo. [imdb-do-filme]


avaliação [ bom ]

crítica. tese foi a estreia de alejandro amenábar (mar adentro) nas longas metragens. o resultado é um bom filme, inquietante e com muito suspense, que deixa o espectador na dúvida até ao fim.

a história segue angela, uma estudante de mestrado cuja tese versa sobre a violência audiovisual; é orientada pelo professor figueroa, que encontra um filme snuff na biblioteca da universidade, o qual mostra uma estudante a ser assassinada por um homem mascarado. o orientador morre depois de visionar o filme e angela recupera a cassete e começa a investigar o que poderá ter acontecido, com as consequências esperadas

angela dá o corpo ao manifesto pela sua tese

a história é dinâmica, com muitas reviravoltas e diálogos coloridos; as personagens principais são interessantes e o filme tem um bom ritmo e fácil de seguir. o argumento pretende mostrar como a exposição constante à violência audiovisual torna o individuo gradualmente insensível e até indiferente aos seus efeitos. subjacente está a crítica que é isso que o indivíduo quer ver: sangue, miséria, medo. a concordância com esta ideia varia de pessoa para pessoa, mas é inegável que amenábar passa a mensagem.

um bom thriller.


»»»

. ¿ de qué color son mis ojos ?

»»»

sábado, 21 de abril de 2012

visto do céu



título original. THE LOVELY BONES

realização. peter jackson.
argumento.
fran walsh. phillipa boyens.
protagonistas. mark walberg. rachel weisz. susan sarandon.
género.
thriller. drama.
duração. 135 min
ano.
2009
sinopse. susie salmon tinha 14 anos quando foi assassinada. após a sua morte, ela continua a vigiar a vida da família enquanto o seu assassino continua à solta. no céu, susie descobre que tem de escolher entre a sua ânsia de vingança e o desejo de ver a dor dos seus entes queridos sarar. [imdb-do-filme]

 

avaliação [ razoável ]


crítica. visto do céu / the lovely bones é a adaptação cinematográfica do best-seller de alice sebold. logo no início do filme, susie, a nossa narradora de serviço, revela-nos que foi assassinada por um vizinho e que passa o tempo, no seu céu, a ver os seus familiares a viverem uma existência que já não a inclui fisicamente mas onde é referida e recordada a toda a hora.

o filme levanta questões emocionais muito fortes e tem partes difíceis de ver, mas nunca chega perto da intensidade e força do livro; naturalmente, há várias omissões da história original e muitas cenas-chave não foram incluídas, mas o filme não é mau, embora fique muito aquém da obra em que se baseia.


o ponto forte de
visto do céu / the lovely bones é a dupla de actores stanley tucci (mr harvey) e a magnífica saoirse ronan (susie salmon), que têm a sorte de ver as suas personagens mais exploradas no argumento; os restantes actores têm papéis unidimensionais, uma sombra das personagens do livro; não nos preocupamos com eles nem têm grande peso nas cenas onde aparecem (exceptuando a veterana susan sarandon, que tem meia dúzia de cenas e pouco mais, que apesar de estereotipadas, sabem a pouco).


saoirse ronan é tão talentosa como deslumbrante e é perfeita como susie

peter jackson é um realizador muito talentoso, mas este filme é o pior que já vi dele. o material de origem é riquíssimo e quem vir o filme antes de ler o livro, arrisca-se a deixar escapar uma leitura fenomenal por culpa de uma adaptação tão estéril.

se não são demasiado sensíveis e um tema como a pedofilia mão vos intimida, devem ver o filme e perceber como a sensibilidade não tarda a aparecer, pois a forma como é retratada é (naturalmente) bastante incómoda; também o sentimento de perda da família salmon e o fim da inocência de susie arrepiam, mas, mais uma vez, nunca atingem a intensidade do livro.

esqueçam este título até lerem o livro; este sim, é indispensável.


»»»

. grandma lynn predicted i would live a long life because i had saved my brother. as usual, grandma lynn was wrong .

»»»


terça-feira, 17 de abril de 2012

um homem de sonho


título original. THE WEDDING DATE

realização.
clare kilner.

argumento. dana fox.
protagonistas. dermot mulroney. debra messing. amy adams.
género.
comédia. romance.
duração. 90 min
ano.
2005

sinopse. kat não quer ir sozinha ao casamento da irmã mais nova. envergonhada por ainda estar solteira, contrata um acompanhante de luxo para ser o seu par. [imdb-do-filme]

avaliação
[ bom ]

crítica. um homem de sonho é uma comédia romântica bem conseguida. apesar do título original não ser pretty man, o título traduzido remete para a história com richard gere e julia roberts: alguém com dificuldade nos relacionamentos românticos recorre aos serviços de um profissional do sexo, assegurando o distanciamento emotivo e mantendo as aparências.

kat é uma dessas pessoas; sem tempo nem disponibilidade emocional, decide contratar um acompanhante de luxo para se passar por seu par no casamento da irmã mais nova. o fim-de-semana é cheio de peripécias, lágrimas e "podres" desvendados, mas sabemos que tudo acaba bem (e dentro do limite temporal do filme).

  o dermot sempre passou despercebido, mas neste filme dá show!

o melhor do filme é o elenco, com muitas caras conhecidas e talentosas. as situações são credíveis e há bom gosto nos diálogos, nos cenários, nos figurinos; as cenas cómicas não são forçadas (com as melhores a serem protagonizadas pela personagem t.j.) e os protagonistas têm boa química no ecrã.

é um filme leve e curto (pouco mais de uma hora e um quarto) e uma das melhores comédias românticas que já vi, sem ser pateta nem insultar o espectador com situações absurdas (e tem o dermot mulroney no seu melhor ângulo e forma)
.

»»»

. a wedding is a sacrament... a joyous celebration of love and commitment... in utopia. in the real world... it's an excuse to drink excessively and say things you shouldn't say .

»»»

domingo, 8 de abril de 2012

american pie: o reencontro


título original. AMERICAN REUNION


realização e argumento. jon hurwitz. hayden schlossberg.
protagonistas. jason biggs. chris klein. seann william scott.
género.
comédia.
duração. 113 min
ano.
2012
sinopse. as personagens de sempre regressam a east great falls para uma reunião de antigos colegas de liceu. no fim-de-semana de reecontro, descobrem como o tempo e a distância os mudou e às suas vidas. [imdb-do-filme]


avaliação
[ bom ]



crítica. vi os três filmes de american pie quando saíram. estava no último ano do liceu quando o primeiro apareceu e adorei as situações loucas e as personagens alucinadas. os temas abordados também eram bastante familiares (afinal, o estado de pré-adulto não prima pela originalidade, com as questões e dúvidas costumeiras).

american pie: o reencontro traz-nos o grupinho de sempre quase 10 anos passados: todos crescidos e com empregos, alguns casados e com filhos mas... separados. o pretexto para se juntarem é a reunião de colegas de liceu, num fim-de-semana que vai pôr à prova a amizade que ficou em espera quando cada um seguiu o seu caminho.

stifler volta em grande (badalhoca) forma

ao longo de quase duas horas, que nunca se arrastam nem são maçadoras, assistimos a uma sequela que nada perde em relação aos filmes anteriores, com o grupo que reconhecemos. as piadas são giras e as situações hilariantes. não faltam disparates, bebedeiras, mamocas e escatalogia, ou seja, o habitual e esperado.

para quarto filme da série não está nada mal; é até surpreendentemente engraçado.


»»»

. ladies, you'd better be working hard, you weren't hired for your looks. actually you were .

»»»


quarta-feira, 4 de abril de 2012

zoolander


título original. ZOOLANDER


realização. ben stiller.
argumento. ben stiller. drake sather. john hamburg.
protagonistas. ben stiller. owen wilson. will ferrell.
género.
comédia.
duração. 89 min
ano.
2001
sinopse. derek zoolander é um top-model muito burro que sofre uma lavagem cerebral para matar o primeiro-ministro da malásia. [imdb-do-filme]


avaliação
[ muito bom ]

crítica. zoolandeer é um filme genial, com piadas certeiras e irónicas e um elenco de se lhe tirar o chapéu. escrito, realizado e protagonizado por ben stiller, é um olhar bastante crítico do mundo da moda.

derek zoolander é um famoso modelo masculino, muito conceituado na sua área, mas burro como uma porta ondulada. para ele, o mundo é perfeito e povoado de pessoas lindas e bem vestidas como ele; claro que o que derek pensa é irrelevante: é contratado para aparecer em desfiles e campanhas publicitárias e não para falar. e a vida é boa assim.

o filme tem cenas geniais, a maioria à volta da beleza (oca) exterior

até ao dia em que derek é destronado por um novo modelo, hansel, perdendo protagonismo. o choque vai abalá-lo e deixá-lo á mercê de um estilista impiedoso, que tem planos para assassinar o primeiro-ministro da malásia.

em zoolander, assistimos a uma caracterização duríssima (e divertidíssima) do mundo da moda, num argumento tão bem escrito que permanece hilariante a cada visionamento, para não falar das frases chaves que ficam no ouvido (e nas boquinhas que ben stiller faz a cada cena).

a história acaba por passar por segundo plano. o "sumo" está nos diálogos e interacção entre personagens, com muitos actores conhecidos (david duchovny, jon voigt, milla jovovich). a estética é bastante apurada (é supé fashion, não há dúvida) e as situações bastante criativas. aliás, é uma das melhores comédia-paródia que já vi.

cada vez que o repetem na televisão por cabo, não mudo de canal. é tão bom como isso.


»»»

. so join now, 'cause at the derek zoolander center for kids who can't read good and wanna learn to do other stuff good too, we teach you that there's more to life than just being really, really, really good looking .

»»»


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...