domingo, 24 de novembro de 2013

a invasão

[ razoável ]

título original. the invasion.

género. ficção científica. thriller.
duração. 99 min
ano.
2007

realização. james mcteigue. oliver hirschbiegel. 
argumento. david kajganich. ennis paoli. nicholas st john.
protagonistas. nicole kidman. daniel craig. jeremy northam. veronica cartwright.
sinopse. uma psiquiatra descobre a origem de uma epidema alienígena; com o alastrar da infecção, a única esperança é manter-se acordada o tempo suficiente para encontrar o filho. [imdb]
 
---

a invasão é (mais) um remake baseado no célebre livro de jack finney, onde a terra é tomada de assalto (ainda que silencioso) por extraterrestres. depois d'a invasão dos violadores (1978) e de violadores: a invasão continua (1993), os humanos voltam a estar ameaçados e, na calada da noite, a serem substituídos por clones inexpressivos e determinados a dominarem a terra.


quando o filme começa, a nossa protagonista, carol bennell, uma conceituada psiquiatra, nada sabe do que se passa, mas os sinais começam a ser cada vez mais alarmantes: os seus pacientes mencionam que cônjuges, amigos e vizinhos estão diferentes e não parecem ser os mesmos, e a própria carol começa a aperceber-se de comportamentos estranhos, onde os olhares apáticos e os comportamentos robóticos parecem dominar as pessoas com quem se cruza na rua, nas lojas, no bairro onde mora.

quando a invasão se torna evidente, resta apenasa a carol fugir com o filho e evitar o contágio, tentando não adormecer e não confiando em ninguém.
 


a anos-luz da qualidade do filme de 1978, com donald sutherland, a invasão é um filme morno e pouco emocionante, onde os tiques hollywoodescos (a previsibilidade, a acção moderada, o pouco espaço para o suspense) não ajudam. nicole kidman e daniel craig são uma boa dupla, mas o argumento tem pouco por onde puxar. as personagens são pouco complexas e o tema do isolamento e estandartização humanos, patentes no filme de '78, são pouco explorados.

mesmo assim, o filme é ligeiramente melhor que o de 1993, mas isso deve-se essencialmente à interpretação de nicole kidman, que, sozinha, eleva o filme mas, sozinha, não o consegue tornar bom.

»»»
. in the right situation, we are all capable of the most terrible crimes. to imagine a world where this was not so, where every crisis did not result in new atrocities, where every newspaper is not full of war and violence. well, this is to imagine a world where human beings cease to be human .
»»»


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...